Padronização e identidade

15/03/2017 às 17:43 | Assessoria CBF

Comissão leva programa de treinos a federações

Desde a primeira semana de março, a Comissão Nacional de Arbitragem da CBF realiza visitas às federações estaduais para promover o Programa de Treinamento Nacional da Arbitragem 2017. Árbitros e assistentes indicados pelas entidades participam de série de atividades teóricas e práticas que visam a padronização de conceitos para a arbitragem na temporada.

– Esse contato com os árbitros de todos os estados serve para a Comissão de Arbitragem passar as mensagens, os objetivos e as novidades que estão sendo implantadas para 2017. O trabalho da Comissão é contínuo. Queremos dar total transparência do que está sendo feito. Mostrar ao árbitro que buscamos no trabalho dele criar uma identidade da nossa arbitragem – disse Marcos Marinho, presidente da CNA.

Instrutores técnicos e físicos da CBF são os responsáveis por aplicar as atividades aos árbitros, que passam por testes físicos e avaliações teóricas ao final do programa. O cronograma também prevê orientações específicas para os árbitros assistentes adicionais, que tratam do aspecto técnico com treinamentos em campo para desenvolver o posicionamento e aprimoramento da condição física. Palmas (TO), Macapá (AP), Manaus (AM) e Rio Branco (AC) já receberam a comitiva. Em Brasília (DF), Goiânia (GO) e Cuiabá (MT), a programação começou na última terça-feira (14). 

– Estamos levando para todos orientações sobre o padrão de arbitragem de 2017, que significa o princípio de atuação com rigor em relação a indisciplina, áreas técnicas, condutas dos jogadores, comemorações de gol, procedimentos de gandulas, interferência externa, início de partida. Além disso, são passadas instruções sobre jogadas de conduta violenta, interpretação de mão na bola e bola na mão, faltas táticas, entre outros. Toda estas recomendações têm o objetivo final de padronizar a arbitragem, atuar com linguagem única e trabalhar diretrizes de interpretação – explicou Manoel Serapião, diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem.

Testes Físicos

Em todos os estados, um dia da programação é destinado a aplicação das avaliações físicas. A aprovação nestes testes credencia o árbitro ou assistente a trabalhar em jogos das competições organizadas pela CBF. No caso de reprovação, os árbitros têm a oportunidade de uma reavaliação, que será realizada nos dias 31 de março e 7 e 28 de abril. Os locais e instrutores serão definidos posteriormente. 

Cronograma de treinamentos nas federações:

24 a 28/02: Palmas-TO

07 a 12/03: Rio Branco-AC

07 a 12/03: Manaus-AM

07 a 12/03: Macapá-AP

07 a 12/03: Boa Vista-RR

12 a 16/03: Rolim de Moura-RO

14 a 19/03: Brasília-DF

14 a 19/03: Goiânia-GO

14 a 19/03: Cuiabá-MT

14 a 19/03: Belém-PA

21 a 25/03: Maceió-AL

21 a 26/03: Natal-RN

21 a 26/03: Teresina-PI

21 a 26/03: João Pessoa-PB

21 a 26/03: Campo Grande-MS

28/03 a 02/04: Fortaleza-CE

28/03 a 02/04: São Luis-MA

28/03 a 02/04: Recife-PE

28/03 a 02/04: Aracaju-SE

04 a 09/04: Curitiba-PA

04 a 09/04: Belo Horizonte-MG

04 a 09/04: Florianópolis-SC

04 a 09/04: Porto Alegre-RS

25 a 30/04: Salvador-BA

25 a 30/04: Vitória-ES

25 a 30/04: Rio de Janeiro-RJ

25 a 30/04: São Paulo-SP

 

 

Leia mais

Nossos patrocinadores