Aplicação da Regra

11/05/2017 às 15:46 | Diretoria de Arbitragem

Alterações das Regras de Futebol 2017/18

Créditos: CBF

Ofício nº 19/CA-CBF/17

Rio de Janeiro, 9 de maio de 2017

Da CA-CBF

Aos Árbitros, Assistentes, Inspetores e Analistas (campo e vídeo) da SENAF 2017.

Assunto: Alteração das Regras de Futebol 2017/18

Prezados Senhores,

 

A CBF, por meio de sua Comissão de Arbitragem e Diretoria de Competições, comunica a todas as federações, clubes, imprensa, público em geral e aos senhores árbitros, árbitros assistentes, analistas de desempenho de vídeo (ADV) e analistas de desempenho de campo (ADC) que, em todas as competições que coordena e que serão iniciadas a partir de 12/05/2017, já serão aplicadas as alterações introduzidas nas regras de futebol pela International Football Association Board - IFAB, em março de 2017. 

COPA DO BRASIL: A PARTIR DA SEXTA FASE

Não obstante, a CBF esclarece que esta circular conterá apenas as alterações que podem causar impacto imediato no desenvolvimento dos jogos das competições, a saber:

REGRA 3 - OS JOGADORES

As Associações Nacionais podem permitir um máximo de cinco substituições (exceto no nível superior, entende-se profissionais).

  • ...
  • Redação mais clara para o procedimento de substituição;
  • Uma substituição feita no primeiro (intervalo) tempo sem informar ao árbitro não é uma infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • A substituição de um goleiro no primeiro tempo (intervalo) sem ser informado ao árbitro não é infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • O jogador que entrar no terreno de jogo sem a permissão do árbitro e interferir no jogo deve ser punido com um tiro livre direto (TLD). Se não interferir no jogo dever ser punido com um tiro livre indireto (TLI). Em ambos os casos o jogador dever ser punido com cartão amarelo (CA) - (exceto se impedir uma clara oportunidade de gol ou cometer uma falta de jogo brusco grave, casos em que a punição deve ser cartão vermelho direto (CVD). Não é necessário solicitar ao jogador que saia do campo após ser advertido com cartão amarelo (salvo em caso de sangramento ou irregularidade no equipamento);
  • A equipe que tiver marcado um gol com uma pessoa extra (jogador, jogador substituto, jogador expulso ou um oficial da equipe) no campo, este gol deverá ser anulado e a equipe será punida com um tiro livre direto (TLD), no local em que se encontrava a pessoa extra.

 REGRA 4 - O EQUIPAMENTO DOS JOGADORES

  • Não é permitido aos jogadores (incluindo os substitutos, jogadores substituídos e expulsos) usar qualquer forma de equipamento eletrônico ou de comunicação (exceto onde EPTS for permitido). O uso de qualquer forma de comunicação eletrônica por oficiais de equipes não é permitido, exceto quando se relacionar diretamente com o bem-estar ou segurança do jogador;
  • Todo equipamento deve ser de marca que garante um padrão mínimo de segurança. 

 REGRA 5 - O ÁRBITRO

  • ...
  • Um médico relacionado por uma equipe e que deve ser punido com expulsão pode permanecer para realizar tratamento em jogadores se não houver outro médico para realizar as funções.

REGRA 7 - A DURAÇÃO DA PARTIDA

  • Será permitida uma interrupção curta para bebidas ao término do primeiro tempo da prorrogação. 

REGRA 8 - O INÍCIO E O REINÍCIO DO JOGO

  • Somente o jogador que efetuará o tiro de saída poderá estar na metade do campo adversário.

REGRA 10 - DETERMINAÇÃO DO RESULTADO DE UMA PARTIDA

  • As prorrogações devem ser de dois períodos iguais, no máximo de 15 minutos cada. 

           10.1 - TIROS LIVRES DO PONTO PENAL

  • Correção da situação de um goleiro que não pode continuar jogando;
  • Jogador excluído das cobranças para igualar o número de jogadores das duas equipes pode substituir um goleiro que não possa continuar, ainda que sua equipe já tenha realizado todas as substituições permitidas;
  • O executor do tiro penal não pode tocar na bola pela segunda vez;
  • Se um goleiro cometer infração e o tiro penal tiver que ser repetido (não gol), esse goleiro deve ser advertido com cartão amarelo (CA);
  • Se o executor do tiro penal cometer infração, o tiro será considerado perdido;
  • Se o goleiro e o cobrador cometerem infração ao mesmo tempo:

           - Se não for marcado gol, a cobrança será repetida e os dois devem ser punidos com cartão amarelos (CA);

           - Se for marcado o gol, o jogador cobrador será advertido com cartão amarelo (CA) e tiro penal será considerado como "perdido".

REGRA 11 - IMPEDIMENTO

  • O Jogador em posição de impedimento deverá ser punido se a bola rebotar ou desviar em um oficial da arbitragem;
  • Definição de defesa deliberada:

           - A defesa deliberada ocorre quando um jogador joga a bola que vai em direção de sua meta ou está muito próxima dela, com qualquer parte do corpo, salvo com as mãos, a menos que seja o goleiro em sua própria área penal.

Orientação de impedimento:

  • Jogador em posição de impedimento, que impede um adversário de jogar ou tentar jogar a bola deve ser punido;
  • Se um jogador em posição de impedimento sofrer uma falta ante de cometer uma infração de impedimento (jogo ativo), a falta deverá ser marcada;
  • Um jogador que estiver em posição de impedimento, se movimentar em direção à bola com a intenção de joga-la e sofrer uma falta, antes de jogar ou tentar jogar a bola ou de disputar a bola com um adversário, a falta deve ser marcada, pois ocorreu antes da infração de impedimento (antes do envolvimento em jogo ativo);
  • Um jogador em posição de impedimento que jogar, tentar jogar ou disputar a bola com seu adversário, a infração de impedimento será marcada, pois ocorreu antes da falta (depois do envolvimento em jogo ativo).

REGRA 12 - FALTAS E INCORREÇÕES

  • As infrações verbais (gestuais) são punidas com tiro livre indireto (TLI);
  • Se uma vantagem for concedida depois de uma infração punível com CV ou segundo CA e esse jogador, em seguida cometer outra falta, deve ser reiniciado de acordo com essa nova falta;
  • Um jogador que impede um ataque promissor em sua própria área penal não deve ser punido com CA, se a falta for cometida tentar jogar a bola (disputa); 
  • Ademais, se a falta cometida na própria área penal ao impedir uma clara oportunidade de gol, deve ser aplicado um CA, se falta for cometida tentando jogar a bola (disputa);
  • As celebrações de gol que causem problema de segurança devem ser punidas com CA;
  • O fato de um jogador se mover em sentido diagonal para passar pelo último defensor ou pelo goleiro não descaracteriza, somente por isso, uma clara oportunidade de gol;
  • O integrante da equipe que entrar no campo de jogo sem autorização do árbitro e impedir uma clara oportunidade de gol deve ser expulso;
  • Infração fora do campo a favor/contra um jogador substituto ou contra um oficial da equipe será punida com tiro livre indireto (TLI) sobre a linha limite se a bola estiver em jogo;
  • Tiro livre direto por jogar ou chutar a bola/objeto no campo de jogo que interfira em alguém;
  • tiro livre direto na linha limite por jogar ou chutar a bola/objeto a uma pessoa fora de campo.

REGRA 13 - TIROS LIVRES

  • Se um atacante entrar (ou estiver) na área penal, antes da cobrança de um tiro livre da área penal a favor da defesa, não poderá jogar ou disputar a bola, ainda que saia da área, antes que bola seja tocada por outro jogador. 

REGRA 14 - TIRO PENAL (PÊNALTI)

  • O executor do tiro penal deve ser claramente identificado;
  • Se o goleiro e o jogador cometem a infração ao mesmo tempo:

           - Se não for marcado gol, o tiro deve ser repetido e ambos os jogadores devem ser advertidos com cartão amarelo (CA).

           - Se for marcado o gol, o tiro será considerado como perdido e o jogador executor deverá ser advertido com cartão (CA).

REGRA 16 - O TIRO DE META

  •  Se antes da cobrança de um tiro de meta um atacante entrar (ou estiver) na área penal adversária, esse atacante não poderá jogar ou disputar a bola até que a bola seja tocada por outro jogador.

 

Anexos

Nossos patrocinadores