Para atletas e torcedores

16/12/2015 às 19:12 | Assessoria CBF

Comissão de Médicos analisa estrutura dos estádios

Onze médicos vistoriaram estádios em 19 jogos das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de 2015. Analisaram a estrutura para atendimento, ambulâncias, equipamentos e rotas de deslocamento para chegar a locais com serviços como cirurgia e radiologia. As observações foram apresentadas, nesta quarta-feira (16), pelo doutor Fábio Krebs, coordenador da Comissão Nacional de Médicos do Futebol (CNMF) da CBF.

O Relatório das Fiscalizações dos Serviços Médicos nos Estádio do Campeonato Brasileiro 2015 – Séries A e B aponta o caminho para a padronização dos registros de serviços médicos prestados no futebol. Com isso, seria possível reunir informações para pesquisa e implementar programas adequados de prevenção.

– Esse trabalho é um esforço para a uniformização dos documentos e processos médicos, que vão fazer parte de um banco de dados muito importante para programas de prevenção e criar condições de atendimento mais adequadas – afirmou Fábio.

De acordo com o presidente da CNMF, doutor Jorge Pagura, a primeira etapa foi concluída com sucesso, pois os médicos puderam conhecer as dificuldades e elaborar soluções para os eventuais problemas. Uma das sugestões é estabelecer a função de “médico de campo”, profissional sem ligação com os clubes, que seria o responsável geral pelos serviços médicos nos jogos.

– O médico de campo precisaria de uma identificação específica para facilitar o acesso a locais restritos. Temos um protocolo médico da FIFA, extremamente detalhado, e estamos adaptando a nossa realidade para chegar o mais perto possível do que é feito na Copa do Mundo – destacou Pagura.

Além de Fábio Krebs e Jorge Pagura, participaram da reunião o diretor de Competições da CBF, Manoel Flores; o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa; e o professor Diogo Netto.

Nossos patrocinadores